Cajazeiras/PB sábado , 25 de junho de 2022

Campanha

Campanha de Cássio, na região de Cajazeiras, vem pecando ao não explorar, com mais ênfase o fato de que sua eleição levará um cajazeirense e sertanejo ao senado

A coordenação da campanha de Cássio Cunha Lima (PSDB) vem pecando ao não explorar, como deveria, um tema muito reclamado […]

A coordenação da campanha de Cássio Cunha Lima (PSDB) vem pecando ao não explorar, como deveria, um tema muito reclamado em todo sertão de Cajazeiras, que é a falta de um representante legítimo da região no Congresso Nacional e, mas especificamente no senado federal, já que o último senador com raízes sertanejas foi Raimundo Lira (eleito em 1986). A falha da assessoria do senador tucano reside no fato de não estarem explorando o fato de que, Cajazeiras e região poderá ter um senador, para um mandato de quatro anos, em caso de uma eleição de Cássio para o governo da Paraíba, já que beneficiaria o seu primeiro suplente, o empresário José Gonzaga Sobrinho (Deca do Atacadão), que assumiria a titularidade do mandato.

O empresário Deca, além de ser uma pessoa muito bem relacionada no sertão, onde começou suas atividades, sempre ajudou a classe política sertaneja e mantém boas ligações com prefeitos da região e, diferentemente de outras oportunidades quando foi chamado para ingressar na política e não aceitava em virtude da dedicação as suas empresas, agora está disposto e pronto para se dedicar a atividade política, já que seus filhos já administram seus negócios.

A população sertaneja não foi instada a fazer essa reflexão de que poderá ter um senador, que não está disputando esta eleição, mas que depende do resultado dela para chegar ao senado e é essa tarefa que a coordenação da campanha de Cássio deveria fazer, ao invés de estarem utilizando outros temas de menor importância na publicidade da campanha.

Com Blog do Adjmilton