Cajazeiras/PB quinta-feira , 18 de agosto de 2022

Bal Lins

Com AESA, prefeito de São José de Piranhas visita ribeirinhos e pescadores e tenta resolver ‘praga verde’

Com o tempo é comum os açudes serem infestados por vegetações aquáticas flutuantes, emergentes e até submersas conhecidas como macrófitas. […]

Com o tempo é comum os açudes serem infestados por vegetações aquáticas flutuantes, emergentes e até submersas conhecidas como macrófitas. Essas plantas têm importante significado ecológico, pois servem de habitat para diversos organismos, além de promoverem a depuração da qualidade da água. No entanto, quando se trata de açudesou represas essas plantas são consideradas verdadeiras pragas.

No maior açude da microrregião do Alto Sertão da Paraíba, Engenheiro Avidos, localizado entre os municípios de Cajazeiras e São José de Piranhas, os pescadores e moradores ribeirinhos estão recorrendo ao poder público na tentativa de amenizar os prejuízos com a diminuição das pescas e outros serviços que estão sendo praticamente impedidos.

Diante do quadro de preocupação, o prefeito de São José de Piranhas, Bal Lins e o pré-candidato a deputado estadual, Chico Mendes (PSB), estiveram reunidos com Deusdete Queiroga, secretário estadual de Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente. A pauta foi a visita de um técnico da AESA – Agência Executiva de Gestão dos Recursos Hídricos.

Nesta terça (10), o técnico esteve ao lado do prefeito Bal, recolheu amostras das plantas e prometeu em breve encontrar meios para combater essa praga.

“Pedimos apoio a AESA, acionamos o governo federal e quem for possível. Os prejuízos são enormes, temos que apoiar os ribeirinhos e pescadores, e tentar de uma forma ou de outra achar soluções ou até mesmo paliativos para que a coisa não piore. A nossa gestão dará todo suporte e estará junta sempre”, disse Bal.

Chico Mendes reforçou sua preocupação e disse assegurou que todos os esforços serão realizados afim que de solucionar o problema que afeta os moradores e trabalhadores da região.