Publicada em 05 de fevereiro de 2019 - 11:19

Com medo da CPI da Cruz Vermelha, Adriano Galdino suspende trabalhos na Assembleia Legislativa por 15 dias

Não é porque o deputado Adriano Galdino passou a rasteira em Ricardo Coutinho para se eleger presidente da Assembleia, no […]

assembleia_pbNão é porque o deputado Adriano Galdino passou a rasteira em Ricardo Coutinho para se eleger presidente da Assembleia, no segundo biênio, que ele vai deixar de ser aliado de primeira hora. Galdino já está mostrando serviço e suspendeu por 15 dias os trabalhos da Casa, pois tem medo da CPI da Cruz Vermelha e quer deixar a poeira baixar.

O deputado usou um subterfúgio para justificar tal medida, alegando que a ALPB não possui a acessibilidade necessária para garantir o acesso da deputada Cida Ramos, mesmo passando por uma imensa reforma no ano passado, e mais duas na gestão de Ricardo Marcelo.

O histórico de Adriano Galdino nos revela bem a sua verdadeira intenção. Na sua primeira gestão à frente da ALPB o deputado barrou todas as CPI’s da oposição. Juntamente com o governador Ricardo Coutinho, articulou CPI’s “chapa-branca” que nunca resultaram em nada, apenas para impedir inquéritos importantes, como a que investigaria as denúncias de corrupção no programa Empreender.

A estratégia é deixar a poeira baixar, principalmente após a declaração do deputado Walber Virgolino a favor da CPI para investigar o maior esquema de corrupção da história da Paraíba.

O deputado estadual Raniery paulino chegou a propor que a ALPB realizasse sessões em outro ambiente, mas não teve êxito.

 

Politika.com.br