Cajazeiras/PB sábado , 25 de junho de 2022

Campanha

Comovente: Crianças deficientes dividem a mesma cadeira de rodas e pais relatam situação difícil da família

Enquanto bandidos disfarçados de agentes políticos e lideranças usurpam e assaltam o dinheiro público através da corrupção, muitas famílias enfrentam […]

criançasEnquanto bandidos disfarçados de agentes políticos e lideranças usurpam e assaltam o dinheiro público através da corrupção, muitas famílias enfrentam problemas seríssimos e passam dificuldades. A saúde pública sucateada impede o cidadão de pelo menos ter o mínimo de assistência para seus filhos. Enfim, a população padece com esse mal que afeta todo o País.

Uma das vítimas desse sistema corrupto é uma família que reside em Cajazeiras e que enfrentam sérios problemas com dois filhos deficientes. As crianças que necessitam de uma assistência mínima de saúde Nando de 8 anos e Maria Eduarda, 3 anos, foram acometidas de paralisia cerebral, e por isso precisam de uma atenção especial por parte dos pais que oferece os cuidados com muito amor e carinho.

Uma matéria exibida no programa Olho Vivo da TV Online Diário do Sertão nesta terça-feira (12), retrata o sofrimento dos pais em oferecer as crianças todo cuidado necessário. Uma família humilde e sem estrutura financeira que possa oferecer uma vida mais confortável aos filhos. Mas, na medida do possível e com toda dedicação tentam oferecer o melhor.

A matéria postada no site Diário do Sertão contou a história dessa família que foi ajudada pelo Rotary Clube de Cajazeiras no último domingo (10), realizou a entrega de cestas básicas a famílias carentes. Dentre os beneficiados estava essa família cujo pai Francisco Fernando Barbosa que deixou a cidade de Uiraúna com objetivo de oferecer aos filhos uma melhor assistência.

Para que eles pudessem receber atendimento especial, a família deixou a cidade de Uiraúna e veio para Cajazeiras. Porém a situação aqui não está fácil. Fernando está ‘encostado’ por motivos de saúde e também precisa ajudar a esposa a cuidar dos filhos, por esses motivos ele não pode trabalhar.

Eles vivem da ajuda de um auxílio especial de saúde e do Bolsa Família, mas a renda não é suficiente para alimentar toda a família e ainda comprar roupas, móveis necessários e medicamentos.

Para se ter uma ideia, as duas crianças dividiam a mesma cadeira de rodas e isso já estava prejudicando a coluna de Maria Eduarda. Essa situação será amenizada com a doação de outra cadeira por parte do Rotary Clube de Cajazeiras. Mas a família ainda precisa de uma cama e de ajuda alimentícia. Emocionados, os pais fazem um apelo à sociedade.

“Eu pensava que não ia chegar essas crianças a tá realmente vivas assim, espertinhas. Eu me pego com Deus. Nunca desisti, para eu e minha esposa trabalhar e lutar pela saúde deles”, disse o pai às lágrimas.

“A gente passa muita dificuldade. É meu sonho comprar uma cama boa pra eles. Mas eu não posso. O dinheiro que a gente pega é só pra comprar alimentação. Mas a gente tá sabendo que existe coração bom”, comentou a mãe.

As pessoas de bom coração que desejarem ajudar a essa família podem procurar a família que reside na Rua Epifânio Sobreira no centro de Cajazeiras ou entre em contato pelo telefone (83) 99144-0709.

 

Portal CZN com Diário do Sertão