Publicada em 27 de julho de 2014 - 11:47

Conheça o casal de adolescentes que acaba de realizar a cirurgia de mudança de sexo

É difícil de acreditar que há dois anos Arin era uma menina chamada Esmeralda e Katie era um menino chamado […]

eleelaÉ difícil de acreditar que há dois anos Arin era uma menina chamada Esmeralda e Katie era um menino chamado Lucas.

Arin, 17 anos e Katie, 19, moram em Oklahoma, nos EUA. Ambos passaram por uma cirurgia de mudança de sexo e agora eles se sentem livres com os corpos que sempre desejaram.

Há menos de 1 ano, Katie era uma estudante universitário que conseguiu juntar quase R$ 80 mil reais para realizar a cirurgia e tornar-se uma mulher. O dinheiro foi arrecadado através de doadores anônimos que leram sua história em um jornal da cidade.

Agora Arin, que ainda frequenta o segundo grau, passou por uma cirurgia para remover seus seios femininos e exibe orgulhoso seu corpo masculino. Há um ano, Arin afirmava que se sentia péssimo com seus seios e tentava escondê-los de todas as formas: “Agora posso usar uma regata ou nadar sem camisa. Posso ser um cara normal agora. Eu odiava meus seios, sentia que não pertenciam ao meu corpo”, disse.

Katie e Arin se conheceram há 2 anos em um grupo de apoio para adolescentes transexuais: “Para mim o Arin sempre foi viril. Mas agora, com a cirurgia, ele está muito mais confiante e confortável com ele mesmo”, disse Katie.

Arin pensa em realizar, no futuro, a cirurgia que tenta construir um pênis em sua região genital, mas por ser uma cirurgia extremamente cara e de grandes riscos, então ele pretende deixar para depois.

Ambas as famílias são favoráveis e aceitam a relação com muita naturalidade: “Cada pessoa transexual deve adotar a transformação física para se sentir completo como pessoa”, disse a mãe de Arin.

Quando começou a se vestir como homem, Arin disse que perdeu seu melhor amigo. Katie já começou seu curso de graduação na Universidade de Oklahoma, mas sofre para fazer amigos pelo grande preconceito, por ser um estado tradicionalista.

Eu tinha muitos amigos na faculdade e todos estavam perto de mim, então, simplesmente pararam de falar comigo. Acho que isso aconteceu quando descobriram que eu era transexual”, disse Katie.

Os dois últimos anos têm sido bastante difíceis para as duas famílias porque muitos amigos se afastaram após o caso ganhar os jornais.

 

Jornal Ciência