Cajazeiras/PB quinta-feira , 26 de novembro de 2020

Cajazeiras

Coronavírus: Cajazeiras decreta situação de emergência, suspende eventos e diminui expediente nas repartições. Veja:

O prefeito de Cajazeiras José Aldemir Meireles assinou nessa segunda-feira (16), decreto de situação de anormalidade caracterizada como emergência tomando […]

O prefeito de Cajazeiras José Aldemir Meireles assinou nessa segunda-feira (16), decreto de situação de anormalidade caracterizada como emergência tomando algumas medidas de prevenção, diante da ameaça que toma conta do mundo através do Coronavírus.

Uma reunião ocorreu na tarde dessa segunda-feira (16), para apresentar as medidas tomadas através da gestão municipal como forma de prevenir a população, já que Cajazeiras é uma cidade pólo e de fronteira. Sabendo que inúmeras pessoas oriundas de estados como Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte circulam na cidade diariamente, a Prefeitura busca com as medidas preservar a todos contra o Coronavírus.

Conforme o decreto nº 09 de 2020, a Secretaria de Saúde deverá urgentemente apresentar plano de ação de eficácia de prevenções contra o CONVID-19, incluindo treinamentos com profissionais de saúde. E quanto a Secretaria de Educação, deve desenvolver plano de ação urgente com adoção de medidas e orientações aos profissionais da educação, servidores do município e alunos da rede pública municipal de ensino com seus responsáveis para prevenção de combate do CONVID-19. Para supervisionar tais ações, a Secretaria de Articulação Política deverá criar Comitê Gestor composto por técnicos das Secretarias Saúde, Educação, Meio Ambiente, Infraestrutura e outras que achar necessária, e tera a atribuição de gerenciar a aplicação das medidas e cumprimento dos planos criados.

O decreto também determina a criação de canais de atendimento via telefone, Whatsapp, redes socias, email como forma de evitar aglmerados de pessoas.

O prazo de validade do decreto é de 30 dias podendo ser renovado por igual período conforme a necessidade. E nesse período ficam suspensos eventos governamentais, culturais, esportivos, políticos, artísticos, científicos, comerciais ou qualquer outro com concentração de público superior de 250 pessoas em espaços abertos ou 100 pessoas em espaços fechados.

A fiscalização deverá ser pela Secretaria de Planejamento e os alvarás deverão serem cassados para os eventos supramencionados.

Portal CZN