Cajazeiras/PB quinta-feira , 9 de dezembro de 2021

HUJB

Diretor do HUJB culpa a mãe por morte da filha, mas, reconhece falta de qualidade no serviço do hospital e culpa falta de atendimento nos Postos de Saúde

A polêmica sobre a morte da criancinha Laiane Fernandes Tavares, 4 meses de vida continua na cidade e repercute em […]

MARCELO PINHEIROA polêmica sobre a morte da criancinha Laiane Fernandes Tavares, 4 meses de vida continua na cidade e repercute em todo o estado. O diretor do HUJB prestou entrevista a imprensa sobre o assunto e culpou a mãe pela morte da filha. Segundo Marcelo Pinheiro, a orientação da médica foi que não alimentasse a criança, mas, a mãe desobedeceu ocasionando bronco aspiração evoluindo para parada cardiorrespiratória.

O diretor adiantou ainda que existe uma intolerância social aos atendimentos do HUJB que tem demandas enormes. Ele lamentou a falta de atendimento nas unidades básicas de saúde de Cajazeiras e também de algumas cidades da região, que não estão atendendo os pacientes de pediatria fazendo com que exista uma sobre carga o hospital.

O diretor reconhece que o hospital não consegue prestar serviço de qualidade devido a demanda que segundo ele forma mais de 15 mil atendimentos de janeiro até o início do mês de Maio. No entanto, ele afirma que no caso da criança natural de São João do Rio do Peixe não houve negligência.

 

Redação Portal CZN