Publicada em 04 de novembro de 2019 - 18:31

Efraim Filho diz que bancada paraibana libera 47,6% de emendas este ano

A bancada federal paraibana conseguiu garantir apenas a liberação e pagamento de um total de R$ 82.274.945,00 em emendas individuais […]

Efraim-FilhoA bancada federal paraibana conseguiu garantir apenas a liberação e pagamento de um total de R$ 82.274.945,00 em emendas individuais ao Orçamento da União, relativas a este ano. Já as emendas de bancada no valor de R$ 40.723.328,00 chegaram a ser empenhadas mas sequer foram liquidadas. Antes mesmo de receber os valores correspondentes ao exercício de 2019, os deputados e senadores da Paraíba já fizeram as indicações ao orçamento da União para 2020. O valor pago nos 10 primeiros meses deste ano corresponde a 47,6% do total de R$ 181,5 milhões definido para as emendas para o Estado.

O deputado Efraim Filho (Democratas), coordenador da bancada federal, disse acreditar que as emendas sejam pagas ainda este ano. De acordo com ele, os pagamentos estão dentro do cronograma estabelecido pelo governo. “Os recursos para essas emendas já foram empenhados e alguns dos projetos estão tendo a análise concluída. Acredito, sim, que os recursos sairão”, enfatizou, salientando que não identifica dificuldades na liberação e que o processo obedece a um cronograma que passa pela aprovação, recursos empenhados, projetos apresentados, analisados e liberados após aprovação. O presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba, George Coelho, disse que a destinação das emendas parlamentares é essencial para a manutenção das administrações.

Um levantamento efetuado pelo “Correio da Paraíba” mostra que o parlamentar que mais conseguiu liberar o pagamento do montante no primeiro semestre deste ano foi o ex-deputado federal e atual senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB), com 13 emendas que chegam a um total de R$ 6,9 milhões. Logo em seguida aparecem na lista o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o ex-deputado federal Benjamin Maranhão, com oito emendas liberadas e pagas, cada um. O tucano chegou a garantir uma liberação de pouco mais de R$ 4 milhões, enquanto que Benjamin teve pago o valor de R$ 8,5 milhões. A maioria das emendas dos dois parlamentares está nas áreas de saúde, infraestrutura urbana e recursos hídricos.

Mesmo tendo o menor número de emendas apresentadas, o ex-deputado federal André Amaral, do Pros, conseguiu ter o maior valor de recursos pagos para assistência hospitalar e ambulatorial em Campina Grande e de atenção básica no município de Queimadas. O deputado federal Aguinaldo Ribeiro, do PP, registrou o pagamento de três emendas no valor de R$ 5,6 milhões; o deputado Damião Feliciano, do PDT, anotou R$ 5 milhões em emendas pagas; Efraim Filho teve R$ 5,3 milhões,Hugo Motta, do PRB, R$ 4,3 milhões, Luiz Couto (PT) R$ 6,3 milhões e o senador José Maranhão (MDB) com R$ 6 milhões. As prefeituras mais beneficiadas com os recursos pagos foram as de João Pessoa e Campina Grande.

 

 

Com Correio da Paraíba