Publicada em 05 de fevereiro de 2019 - 19:05

Ainda engasgado com reviravolta na eleição da mesa diretora da AL Jeová Campos (PSB) fala pouco e tenta disfarçar constrangimento

Na primeira sessão após a posse dos deputados, e consequentemente a eleição da mesa diretora para o 1º e 2º […]

jeovaatualNa primeira sessão após a posse dos deputados, e consequentemente a eleição da mesa diretora para o 1º e 2º biênio da Assembleia Legislativa do Estado, o deputado estadual Jeová Campos (PSB), evitou falar muito sobre o resultado que contrariou os acordos feitos pelo Governo e Governistas, onde foi eleito presidente o deputado Adriano Galdino (PSB), quando a chapa formada por Hervásio Bezerra e que tinha o deputado cajazeirense figurando na primeira secretaria foi derrotada.

Jeová se limitou a dizer que não tinha nada a declarar, que a página foi virada e perguntado pelo repórter da TV Diário do Sertão se tinha mágoa revelou: “Mágoa ofende o coração, na política tem de avaliar os fatos, guardar mágoas pra que, já passou”.

 

Portal CZN