Publicada em 02 de janeiro de 2019 - 17:19

Iniciada na sexta-feira (28), a Operação Ano Novo 2018/2019 da PRF terminou no final da noite dessa terça-feira (1º de janeiro). Duas mortes foram registradas durante os cinco dias de operação. Outras 20 foram feridas, nos 17 acidentes registrados pela PRF, em todo o estado. Entre as causas dos acidentes mais graves, estão excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas e falta de atenção. Os policiais rodoviários federais também flagraram 35 condutores dirigindo sob efeito de álcool, 76 ultrapassagens proibidas, e 34 crianças transportadas sem cadeirinha. As equipes da PRF apreenderam ainda 170 veículos (sendo 5 recuperados com ocorrência de roubo) e efetuaram 11 prisões (por Alcoolemia, Crimes de Trânsito, Tráfico de Entorpecente, Uso de Documento Falso, entre Outros Crimes). Ainda 27 animais foram recolhidos e 17 pessoas receberam auxílio da PRF, durante a Operação. Balanço da Operação ANO NOVO 2018/2019, na Paraíba: • Radar com Registro de Imagens 1.792 autuações • Recolhimento CNH 36 • Recolhimento CRLV 50 • Auxílio ao Usuário 17 • Recolhimento de Animais Vivos 27 • Pessoas Fiscalizadas (com abordagem) 1.892 • Veículos Fiscalizados (com abordagem) 1.432 • Total Acidentes 17 • Pessoas Feridas 20 • Pessoas Mortas 2 • Autos de Infração 1309 • Alcoolemia 35 • Condutor ou Passageiro sem Capacete 55 • Condutor ou passageiro sem Cinto de Segurança 118 • Criança sem a Cadeirinha 34 • Condutor Manuseando ou Segurando Celular 11 • Ultrapassagem (todos os tipos) 76 • Veículos Recolhidos/Apreendidos 170 • Veículos Recuperados 5 • Pessoas Detidas 11 (Motivos: Alcoolemia, Crimes de Trânsito, Tráfico de Entorpecente, Uso de Documento Falso, entre Outros Crimes). PORTAL DIÁRIO

O presidente do PSL, o deputado federal eleito Luciano Bivar, disse ao blog nesta quarta-feira (2) que a bancada fechou […]

MaiaO presidente do PSL, o deputado federal eleito Luciano Bivar, disse ao blog nesta quarta-feira (2) que a bancada fechou apoio à reeleição de Rodrigo Maia na disputa pela presidência da Câmara.

“Estive com ele hoje, e ele se comprometeu a nos indicar para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça”, afirmou.

Bivar disse que Maia também se comprometeu a entregar ao partido a presidência da Comissão de Finanças e Tributação, além de um espaço na Mesa Diretora – a segunda vice-presidência.

Com o apoio da bancada do PSL, que elegeu mais de 50 deputados em outubro, Maia praticamente se torna favorito para a disputa em fevereiro. Ele conta também com o apoio da esquerda e dos partidos do chamado “Centrão”.

Em conversas recentes, Maia reforçou junto a generais do governo Bolsonaro que sua agenda dos próximos dois anos – se reeleito – será exclusivamente econômica e que vai priorizar a reforma da Previdência – pauta que vem discutindo com Paulo Guedes, ministro da Economia.

Nesta terça-feira, perguntado pelo blog se a reforma passa na Câmara dos Deputados no primeiro semestre, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), respondeu: “A gente não sabe ainda nem os termos da reforma da Previdência”, disse.

A expectativa da equipe econômica é discutir com Jair Bolsonaro na reunião ministerial desta quinta-feira o texto da proposta, a ser fechado e apresentado no final de janeiro.

Eduardo Bolsonaro defende que “quando sair a reforma”, o governo feche junto um plano de comunicação para explicar os detalhes para a sociedade.

“Se você não explanar de maneira correta a reforma da Previdência, a gente sabe que o pessoal que vai fazer de tudo para travar o governo, vai rodar o Brasil falando mentiras. Quando sair a reforma, teremos de estar com tudo afiado para esclarecer o povo”, declarou.

G1 – Andréia Sadi