Cajazeiras/PB quarta-feira , 3 de junho de 2020

Cajazeiras

Luciano não resistiu e família decide doar seus órgão como último gesto de generosidade e solidariedade

Infelizmente o comerciante cajazeirense Luciano Andriola de Aquino, 48 anos, não conseguiu retornar ao convívio da família e dos familiares. […]

Lucciano e Gilvaneide

Infelizmente o comerciante cajazeirense Luciano Andriola de Aquino, 48 anos, não conseguiu retornar ao convívio da família e dos familiares. Sua morte cerebral foi confirmada pelos médicos do hospital onde estava internado em Barbalha no Ceará na tarde desta terça-feira (24). Ele foi submetido a uma cirurgia delicada na cabeça após sofrer um aneurisma cerebral. Após a cirurgia, Luciano não respondeu mais a nenhum estímulo.

Após o seu falecimento, os familiares decidiram doar seus órgãos como forma de prestar o último gesto de generosidade, solidariedade e caridade, marca dele. Em vida, sempre foi um homem dedicado a família, religioso e prestativo praticando sempre o bem a todos.

Sua esposa Gilvaneide Dantas diretora da Escola Vitória Régia, juntamente com a família decidiram fazer a doação dos órgãos de Luciano como ato solidário.

Veja a mensagem:

“Boa noite! Primeiro gostaríamos de agradecer a todos os familiares e amigos que nos acompanharam durante esses últimos dias. Todas as mensagens, orações e vibrações foram um alento. Luciano foi um homem bom, fiel aos seus princípios . Praticava atos de generosidade sem esperar nada em troca. Para nos manter fiéis a sua história de vida, nós os familiares decidimos que os seus órgãos sejam doados àqueles que sofrem em filas angustiantes de espera. Último ato de generosidade daquele que só nos trouxe alegrias em vida”. Obrigada a todos. Continuamos todos juntos.

Portal CZN