Publicada em 22 de outubro de 2019 - 17:48

Operação Simbiose: Servidor da PMCG é suspeito de fraudes no Bolsa Família

Um servidor da Prefeitura de Campina Grande-PB é investigado pela Polícia Federal suspeito de fraudar a concessão do Bolsa Família […]

pfUm servidor da Prefeitura de Campina Grande-PB é investigado pela Polícia Federal suspeito de fraudar a concessão do Bolsa Família na cidade. A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (22), a Operação Simbiose para apurar o caso.

Segundo a Polícia Federal, o investigado é lotado na Unidade do Cadastro Único da Secretaria de Assistência Social e desempenha a função de cadastrar e atualizar os dados das famílias que serão contempladas ou já recebem o Bolsa Família.

As investigações apontaram que o servidor inseria dados falsos no sistema, com o intuito de gerar o pagamento ou aumentar o valor pago do benefício daqueles já contemplados pelo programa. A fraude acontecia mediante cobrança de valores indevidos ao beneficiado.

A Polícia Federal foi acionada pela Secretaria Municipal de Assistência Social de
Campina Grande que, há alguns meses, designou uma Comissão de Trabalho para apurar denúncias de fraude cadastral no Bolsa Família. Essa comissão desconfiou da atuação do servidor e, com isso, a Operação Simbiose foi desencadeada.

A Polícia Federal não informou quanto o servidor investigado teria lucrado no esquema ilícito, nem divulgou a identidade do suspeito.

A Prefeitura de Campina Grande convocou entrevista coletiva para detalhar o andamento das investigações no que compete à gestão, mas adiantou que está colaborando com as investigações.

 

Portal Correio