Cajazeiras/PB quarta-feira , 1 de dezembro de 2021

Paraibano

Paraíba é goleado pelo Botafogo e o Atlético não consegue sair de um empate diante do Auto Esporte

Sem boas jogadas, grandes defesas ou cobranças perigosas. A partida em Cajazeiras foi uma verdadeira tortura para os torcedores, que […]

esporteepbSem boas jogadas, grandes defesas ou cobranças perigosas. A partida em Cajazeiras foi uma verdadeira tortura para os torcedores, que tiveram que aguentar a falta de criatividade de Atlético-PB e Auto Esporte. O primeiro tempo foi muito truncado com poucas chances para os dois times. Os dois goleiros só foram exigidos mesmo no início da partida. Aos 4, Robinho tocou para Lelê, que entrou na área e devolveu para Robinho. Ele chutou no ângulo esquerdo do goleiro Edson, que saltou e mandou a bola para escanteio. Aos 12 foi a vez do goleiro do Atlético, quando Janderson entrou na área, chutou colocado no canto esquerdo e Paulo Musse saltou e espalmou para fora. O jogo conseguiu ser pior no segundo tempo. Marcondes foi expulso aos 6 minutos, mesmo assim o Atlético conseguiu se manter no ataque, enquanto o Auto recuou e se defendeu por quase toda a etapa final. Tanto que a melhor chance deste segundo tempo veio do Trovão. Robinho fez jogada individual, entrou na área do Auto e tocou para Marcelo, que chutou forte, mas Edson defendeu.

Robinho bem que tentou, mas sem muito sucesso. O atacante fez as principais jogadas do Atlético, que cometeu muitos erros em toda a partida. Ele teve participação nos dois principais lances do time na partida. No primeiro tempo, Robinho mandou uma bola no ângulo esquerdo do goleiro Edson, que teve que saltar para mandar para escanteio. E na etapa final, ele fez jogada individual e deixou Marcelo na cara do gol

Com mais este empate sem gols, o Atlético segue na rabeira do Grupo B com apenas dois pontos ganhos. Para piorar, o time já completa cinco jogos sem marcar um gol. Na verdade, o time tem mais pontos do que gols. Foi só um marcado em toda competição e foi contra o Auto, no jogo de estreia do Paraibano

Os dois times vão ter uma semana para treinarem e tentarem a recuperação. No próximo domingo, o Atlético recebe o Paraíba, também lanterna, só que do Grupo A, para o clássico da cidade. O jogo acontece no Perpetão, às 16h.

O Auto também precisa se recuperar se não quiser disputar o quadrangular da morte. Com o empate em Cajazeiras e a vitória do Sousa, o time de Índio Alagoano caiu da terceira para a quarta colocação. O Macaco Autino enfrenta o CSP, no Almeidão, no domingo, às 16h.

Botafogo-PB ignora o ídolo Genivaldo e goleia o Paraíba na abertura da rodada dupla

Em sua melhor atuação no ano, o Belo venceu o Paraíba de Cajazeiras por 3 a 0 e se manteve na liderança do Grupo B do Campeonato Paraibano.Foi uma vitória com autoridade. Em momento algum o Belo foi ameaçado. Tanto que Michel Alves não fez nenhuma defesa o jogo inteiro. Por outro lado, o aproveitamento ofensivo foi irretocável: praticamente todas as chances foram aproveitadas.Os gols do Botafogo foram marcados por Jéfferson Recife, no primeiro tempo; e por Jó Boy e Muller Fernandes, na segunda etapa.

O garoto Marcelo entrou no fogo. Com a contusão de Nilson Paraíba, logo no início da partida, ele foi chamado para recompor a defesa do Paraíba. E foi responsável pela falha grotesca que originou o primeiro gol do Botafogo, aos 27 minutos do primeiro tempo. Marcelo perdeu a bola para Djavan, que acionou Carlinhos. Este por sua vez, cruzou na medida para Jéfferson Recife.

A torcida aplaudiu Genivaldo. Muito em respeito pelos seis anos que passou na Maravilha do Contorno e se transformou no maior ídolo do Botafogo-PB nesta década. Mas quando a bola rolou no primeiro jogo da rodada dupla deste domingo no Almeidão, não houve gentilezas.O Paredão não chegou a ter culpa nos gols, mas saiu de campo amargando a derrota.

O Belo agora se concentra na Copa do Nordeste, já que na quarta-feira recebe o Fortaleza, na abertura dos jogos de volta do Grupo D. Já o Paraíba só volta a campo no próximo domingo, no clássico contra o Atlético de Cajazeiras, no Perpetão.

 

 

Globo Esporte PB