Cajazeiras/PB quarta-feira , 28 de outubro de 2020

Coronavírus

Paraíba registra 03 óbitos nas últimas 24 horas e um deste uma mulher de 41 anos sem comorbidade de CG

O boletim da Secretaria de Saúde do Estado emitido nesse domingo (19), confirma mais 09 casos de Covid-19 e 03 […]

O boletim da Secretaria de Saúde do Estado emitido nesse domingo (19), confirma mais 09 casos de Covid-19 e 03 óbitos nas últimas 24 horas. Dos 03 óbitos registados um foi de uma mulher com 41 anos que estava internada em Campina Grande. Ela não possuia nenhuma comorbidade.

Governo da Paraíba
Secretaria de Estado da Saúde
Atualização COVID-19 19/04 | 17h

Casos Confirmados: 245
Casos Descartados: 1053
Óbitos confirmados: 32
Casos recuperados: 99

Dos 245 casos confirmados até este domingo, 19 de abril, 99 já se recuperaram, 31 estão hospitalizados, 10 deles em leitos de UTI e 32, infelizmente, faleceram. Os demais se recuperam em isolamento domiciliar acompanhados pelas secretarias municipais de saúde.

Os casos estão distribuídos em 18 municípios: João Pessoa (172), Santa Rita (20), Campina Grande (12), Cabedelo (9), Bayeux (8), Patos (8), Junco do Seridó (3), Pombal (2), Serra Branca (1), Sapé (2), Sousa (1), Igaracy (1), Taperoá (1), São João do Rio do Peixe (1), Riachão do Poço (1), São Bento (1), Congo (1), Queimadas (1)

3 óbitos ocorreram nas últimas 24h:

Mulher, 41 anos, residente em Campina Grande, sem comorbidade, internada em hospital público desde 10/04. Óbito ocorrido em 18/04 durante a madrugada.

Mulher, 84 anos, portadora de comorbidades respiratórias, interna desde o dia 14/04 em hospital privado. Residente de João Pessoa. Óbito no dia 18/04

Homem, 81 anos, sem informações prévias de comorbidade, residente em João Pessoa, internado desde dia 15/04 em hospital público em João Pessoa. Óbito ocorrido em 18/04

No momento, 163 pessoas estão internadas com notificação de suspeita para Covid-19, sendo 125 em enfermaria (80 público/ 45 privado) e 38 na UTI (22 público/ 13 privado). A taxa de ocupação dos leitos SUS na UTI para síndrome respiratória aguda grave é de 20,8%.