Cajazeiras/PB domingo , 28 de novembro de 2021

Cassação

Pelo placar de 7 a 1, Câmara cassa mandato de vereador no Sertão do estado; Ele é acusado de quebra de decoro na sessão de posse.

A Câmara Municipal de Pedra Branca, no Sertão da Paraíba cassou nessa segunda-feira (29), o mandato do vereador Roberto Rodrigues […]

1vereador-pedra-brancaA Câmara Municipal de Pedra Branca, no Sertão da Paraíba cassou nessa segunda-feira (29), o mandato do vereador Roberto Rodrigues da Silva (Beto-PCdoB).

Em sessão conduzida pelo presidente da Casa Legislativa, Edmilson Félix de Oliveira (Galego Félix – PR), o vereador foi cassado pela acusação de quebra de decoro parlamentar.

A votação foi de 7 a 1 pela cassação de Beto, que teria cometido a quebra de decoro em duas ocasiões diferentes, uma no seu discurso de posse no começo do ano e outra em sessão extraordinária no dia 30 de janeiro.

De acordo com informações chegadas a nossa reportagem, o vereador cassado teria querelas políticas com o ex-prefeito e pai do atual prefeito, Alan Bastos (PR).

O outro lado
A redação do Diário do Sertão tentou ouvir o vereador cassado, porém sem êxito, entretanto deixamos o espaço aberto caso queira se pronunciar.

Vaga
Beto foi o sétimo mais votado entre os nove eleitos e conseguiu 193 pela coligação “Por Amor a Pedra Branca”. Para a vaga de Beto deverá ser convocado o primeiro suplente da coligação, Edvanildo Paz de Sousa (PSDB), com 146 votos.

 

 

DIÁRIO DO SERTÃO com informações e fotos de Flávio José em Itaporanga