Cajazeiras/PB terça-feira , 7 de dezembro de 2021

Prisão

PM acusado de matar funcionário de servidor de internet se apresenta e recebe voz de prisão

Na tarde dessa segunda-feira (24), foi preso o Policial Militar José Anchieta Dantas, acusado de matar com tiro no peito […]

hominhaNa tarde dessa segunda-feira (24), foi preso o Policial Militar José Anchieta Dantas, acusado de matar com tiro no peito o funcionário do provedor de Internet Netline Antônio Ramalho Martins, conhecido como Hominha, e também de ferir a jovem Gislaine Ramalho, 25 anos com tiro no braço.

O acusado ao se entregar na Delegacia de Polícia recebeu voz de prisão do delegado Danilo Charbel já que existia um mandado expedido pelo Juiz Antônio Eugênio Leite Ferreira Neto plantonista da Comarca de Conceição.

O mesmo foi conduzido ao 6º BPM onde permanece detido.

O crime teve grande repercussão na sociedade que pedia Justiça. Durante o sepultamento da vítima era evidente a revolta dos amigos e familiares que protestaram com cartazes com pedido de Justiça.

O crime

Na manha de domingo (23), no bairro das Casas Populares, onde, segundo informações as vítimas ouviam som de um carro, quando o militar foi ao local e determinou que baixasse o som o que segundo o proprietário do carro atendeu ao pedido do Militar. Segundos depois o militar passou a insultar os populares e de posse de uma arma efetuou vários tiros acertando o peito do popular Antônio Ramalho Martins, conhecido como Hominha e sua sobrinha Gislaine Ramalho dos santos que foi atingida no braço.

Após o crime o acusado fugiu numa moto. As vítimas foram socorridas pelo SAMU e Bombeiros para o HRC e logo após ser atendido já na sala de cirurgia Hominha não resistiu e veio a óbito.