Cajazeiras/PB terça-feira , 21 de setembro de 2021

Cajazeiras

Ressocialização: 21 reeducandos de Cajazeiras aprendem uma profissão e recebem certificados

Mais uma turma de reeducandos concluiu um curso profissionalizante, possibilitando a reinserção social quando deixarem a unidade prisional e colocação […]

Mais uma turma de reeducandos concluiu um curso profissionalizante, possibilitando a reinserção social quando deixarem a unidade prisional e colocação no mercado de trabalho. A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), em parceria com o Sest/Senat, entregou, nessa semana, certificados do curso Noções Básicas de Mecânica e Elétrica de Veículos a 21 detentos do Presídio Padrão de Cajazeiras.

Representando o secretário Sérgio Fonseca de Souza, o gerente executivo do Sistema Penitenciário, Ronaldo Porfírio, ao entregar os certificados, destacou ser esta uma oportunidade que a Seap, junto com o sistema Sest/Senat, “proporciona aos reeducandos para que eles efetivamente possam melhorar a sua condição no momento em que retornarem à sociedade, tendo assim a reinserção social garantida e não retornem às unidades prisionais”.

O diretor do presídio, Tales Almeida, avalia que o curso proporciona um benefício enorme aos reeducandos e a parceria da Seap com o Sest/Senat oferta uma segunda chance aos 21 reeducandos. “Mais cedo ou mais tarde, essas pessoas concluirão suas penas, vão alcançar a liberdade e é nossa função oferecer meios para que eles saiam daqui conseguindo se inserir no mercado de trabalho”, ressaltou.

Ele adiantou que os certificados do Sest/Senat têm reconhecimento em todo o país, lembrando que, no ano passado, foi ofertado o curso de noções de empregabilidade, contando ainda com a parceria da Comarca de Cajazeiras, por meio do Juízado da Execução Penal, que repassa valores de multas pecuniárias para viabilizar os cursos. Este ano, ainda mais cursos serão ofertados para beneficiar um número maior de reeducandos, sendo um dos requisitos para garantir participação o bom comportamento e o interesse em obter uma profissão.

Marcelo Virgulino, representante do sistema Sest/Senat, externou sua satisfação em contribuir com a ressocialização, praticando o viés social. “Nosso curso é na modalidade webAula, aula presencial com recursos digitais, como se o instrutor estivesse presente na sala”, explicou.