Vídeo registrou morte de jovem ainda algemado dentro de viatura da PM em Cajá; assista vídeo

Um vídeo amador disponibilizado na internet registrou a morte do jovem José Almeida Neto, de 27 anos, assassinado no ultimo domingo (25), algemado e dentro de um porta-malas de uma viatura da Polícia Militar na cidade de Caldas Brandão (PB). O vídeo foi veiculado no programa Tribuna Livre, apresentado por Nilvan Ferreira.

A PM afirma que tudo começou durante uma abordagem ao irmão da vítima que estava em uma moto sem capacete em frente a uma lanchonete. Almeida suspostamente teria entrado em conflito com os Pms e foi algemado e colocado no porta-malas. No vídeo é possível ver José Almeida Neto sendo colocado vivo na viatura policial e na sequencia, são resgistrados diversos tiros e Almeida já é filmado morto na mala da viatura.

O vídeo supostamente desfaz a uma das versões da Polícia que afirmou que vítima teria pulado para o banco traseiro, da viatura e usado uma metralhadora que estava na frente do veículo contra os policias. Entre os disparos e a imagem do jovem assassinado, a vítima assassinada na mala, algemado e não no banco traseiro da viatura como afirmava a PM. Também não vísivel no vídeo que o José Almeida chegou a ser “imediatamente” socorrido pela PM  já que após os disparos a vítima ficou exposta dentro da viatura. Parentes de José Almeida afirnan que os policiais dispararam imediatamente.  

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a morte de José Almeida Neto, 27 anos, ocorrida depois de uma abordagem realizada por policiais militares no distrito de Cajá, município de Caldas Brandão, na madrugada de domingo (25).

De acordo com a delegada Tatiana Matos Barros, designada em caráter especial para presidir as investigações, mais de dez pessoas foram ouvidas entre parentes e testemunhas, além dos policiais envolvidos. “A oitiva dos militares aconteceu ainda no domingo, dia em que as armas dos policiais foram apreendidas, enviadas à perícia e a viatura submetida a exame, além de outros procedimentos realizados”, detalhou.  

Uma reconstituição do caso também será feita pela Polícia Civil, com auxílio do Instituto de Polícia Científica (IPC), nos próximos dias. Todo o trabalho está sendo acompanhado pela promotora de justiça da comarca de Gurinhém, Jaíne Didier, que na manhã desta quinta-feira (29) analisou as supostas imagens do crime. O material será submetido à perícia.

Um inquérito policial militar também foi aberto para apurar a conduta dos policiais, que já foram afastados do 8º Batalhão da PM, sediado em Itabaiana. “Além disso, um oficial de outra unidade será designado para acompanhar o processo, a fim de garantir isenção”, informou o subcomandante da Polícia Militar, coronel Francisco de Assis Castro.

O secretário executivo da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, assegurou que tanto a Polícia Civil quanto a Polícia Militar estão atuando com firmeza, mas também com cautela, já que os policiais envolvidos são conhecidos na região por realizarem um bom trabalho. “Nosso objetivo é finalizar as investigações e relatar o inquérito com autoria e materialidade ao Ministério Público com a maior agilidade possível”, finalizou  

Click PB

URL curta: http://portalczn.com.br/?p=13032

Deixe uma Resposta

WordPress Themes
Login | Fale conosco | Anuncie | Desenvolvido por:netinhodm@hotmail.com WordPress主题
Wp Advanced Newspaper WordPress Themes Gabfire