Publicada em 01 de maio de 2017 - 10:53

Sousa traça meta para a Série D deste ano: quer a classificação para segunda fase

Estamos muito esperançosos que vamos passar de fase”. Foi com essa frase que o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, definiu […]

aldeoneEstamos muito esperançosos que vamos passar de fase”. Foi com essa frase que o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, definiu o sentimento que domina a diretoria do Dinossauro para a campanha da Série D. Diferente do ano passado, que a equipe teve pouco tempo para se preparar, neste ano o Alviverde vai ter 20 dias de intertemporada para entrosar atletas remanescentes e novatos no elenco do treinador Índio Ferreira.

Em 2016, o Sousa teve cerca de dez dias entre saber se de fato disputaria a Série D e iniciar a preparação, isso porque o Treze acionou a justiça para herdar uma das vagas para disputar a competição nacional no biênio 2016/2017. Para Aldeone, o pouco tempo para a remontagem do elenco adiou um pouco o entrosamento entre os jogadores. Ainda assim, o Dinossauro só não passou de fase na quarta divisão pelo critério de desempate, o saldo de gols. Desta vez o Sousa vai fazer diferente, com 20 dias para treinar até a estreia contra o Central-PE, a equipe vai ter tempo de sobra para fortalecer elenco.

– Com a dúvida se a gente participaria ou não da Série D, tivemos pouco tempo para treinar e o time veio se encontrar de verdade em campo só na terceira partida. A gente não se classificou por um gol no saldo de gol no nosso grupo, mas teríamos nos classificado em outros sete grupos. Nesse ano foi diferente, tivemos 20 dias de preparação, mantivemos a nossa base. A expectativa é que a gente entre forte na competição. O Índio está indicando jogadores que ele já conhece e o planejamento é diferente do ano passado. Estamos muito esperançosos que vamos passar de fase – contou.

De acordo com Aldeone, a maior fragilidade da equipe na competição estadual foi a defesa e, por isso, tratou de reforçar este setor. Contratou os zagueiros Carlão e Renan, ambos ex-Internacional-PB; e os volantes Tita. ex Amadense-SE; e Gleidson, destaque do Paraíba de Cajazeiras no estadual. Para o dirigente, manter a base que disputou o Campeonato Paraibano vai facilitar o trabalho do treinador Índio Ferreira com o entrosamento e aplicação da metodologia da comissão técnica.

Logo após a eliminação no Campeonato Paraibano, o Sousa deu duas semanas de folga para os atletas que renovaram com o clube e aproveitou esses dias para planejar a participação do Dinossauro na Série D. O elenco se reapresenta na próxima segunda-feira, no Estádio Marizão, já focado em passar de fase, conquistando assim o primeiro objetivo traçado pela diretoria para o campeonato.

O Sousa faz parte do Grupo A7 junto com Central-PE, Coruripe-AL e Jacuipense-BA. O Dinossauro vai estrear na competição nacional no dia 21 de maio, contra a Patativa do Agreste no Estádio Marizão.

Globo Esporte PB