Cajazeiras/PB segunda-feira , 1 de março de 2021

Paraíba

‘Todo cidadão deve denunciar’, diz presidente do CRM-PB sobre ‘furas fila’

Nesta quarta-feira (20), o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB), Roberto Magliano de Morais, comentou […]

Nesta quarta-feira (20), o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB), Roberto Magliano de Morais, comentou o caso das pessoas que tomaram a vacina contra a covid-19 sem estarem nos grupos prioritários da primeira fase.

“Quem deve fiscalizar é o Ministério Público, mas qualquer cidadão brasileiro que vê o seu direito preterido deveria denunciar porque se isso realmente tiver acontecendo, e eu faço isso de forma generalizada, é um desserviço à cidadania, é de se lamentar”, convocou.

Em entrevista concedida ao programa 60 Minutos, da Arapuan FM, o representante do CRM-PB informou que, caso exista uma denuncia ao conselho, qualquer político que seja médico que tenha furado a fila cometeu uma infração ao código de ética medica.

“Além de estar passivo de ser penalizado, pode responder pelos seus atos se houver indícios de infração”, arrematou.

Paraíba.com.br