Cajazeiras/PB terça-feira , 2 de março de 2021

Rompimento

Vereador oficializa rompimento com a prefeita Denise e reforça oposição na Câmara que agora passa a ter 4 parlamentares

Após o rompimento do deputado estadual Zé Aldemir (PN), a prefeita Dra. Denise Albuquerque (PSB), sofre mais uma baixa no […]

Vereadores: Neto da Vila Nova, Neguinho do Mondrean e Marcos Riacho do Meio

Vereadores: Neto da Vila Nova, Neguinho do Mondrean e Marcos Riacho do Meio

Após o rompimento do deputado estadual Zé Aldemir (PN), a prefeita Dra. Denise Albuquerque (PSB), sofre mais uma baixa no seu grupo político. Desta vez, o vereador Neto da Vila Nova (PPL), oficializou na noite desta terça-feira (13), seu rompimento com o esquema situacionista de Cajazeiras fortalecendo a bancada de oposição na Casa Otacílio Jurema.

O parlamentar que foi eleito pelo grupo da oposição com 1.118 votos já dava sinais de distanciamento com o grupo da situação quando participou de programas de rádio fazendo reivindicações de ações do Governo municipal, sendo solidário ao movimento de greve deflagrado pelos motoristas do município, e durante entrevista prestada num programa radiofônico, enviou seus parabéns ao jornalista e advogado Adjamilton Pereira (PMDB), um dos principais opositores do grupo político a qual pertence a prefeita.

Momentos antes do início da sessão ordinária, após pousar para foto ao lado dos vereadores de oposição Neguinho do Mondrean (REDE) e Marcos do Riacho do Meio (PT), o parlamentar ainda chegou a conversar com o secretário de Articulação Política Lindberg Lira (PTB), que tentava lhe convencer a permanecer aliado do grupo situacionista. Na ocasião, Lira tentou marcar uma conversa com o vereador.

Na tribuna, o vereador Neguinho do Mondrean anunciou o reforço do grupo da oposição com o ingresso de Neto dando as boas vindas e declarando que ‘ninguém se perde na volta’.

No seu gabinete, o vereador confirmou o rompimento com a prefeita e como motivo revelou que atendeu sua família que o aconselhou a ficar no grupo de oposição onde foi eleito. Além disso, o parlamentar disse ter ficado constrangido e insatisfeito por não ter sido atendido nos seus pleitos para beneficiar a população do Bairro que representa, e de algumas comunidades rurais. E ainda, revelou que ficou insatisfeito, pois, não foi comunicado que o suplente Adriano da Vila Nova assumiria vaga na câmara no lugar de Deuzinho.

Com o rompimento de Neto, a prefeita conta agora com 11 vereadores lhe apoiando. Enquanto isso, a oposição aumenta sua bancada para 4 parlamentares.

 

Redação