Publicada em 04 de setembro de 2017 - 12:21

Voto de vereadores que foram aliados do governo Léo e Rafael repercute negativamente

A votação realizada pela Câmara Municipal de Cajazeiras, que reprovou as contas da gestão de 2011 de Léo Abreu e […]

klA votação realizada pela Câmara Municipal de Cajazeiras, que reprovou as contas da gestão de 2011 de Léo Abreu e Carlos Rafael, foi motivo de muita repercussão em toda cidade. Repercutindo ainda mais o posicionamento de parlamentares que á época eram aliados dos ex-gestores, e até mesmo participantes da gestão.

Após a votação, onde cinco vereadores foram a favor do parecer do TCE pela reprovação das contas de Léo Abreu e Carlos Rafael, e nove foram contrário o parecer votando a favor dos ex-prefeitos, os coméntários ganharam as redes sociais. Vale salientar que era preciso dez votos, ou seja, dois terços, faltou apenas um para as contas não serem reprovadas.

Um dos vereadores mais criticados foi Kleber Lima (PTB), que foi secretário da gestão Léo Abreu. Além dele também foram alvos de comentários críticos os parlamentares Rivelino Martins e Deuzinho da Serra da Arara.

Voraram contra a reprovação das contas: Jucinério Félix (PPS), Neguinho do Mondrian (PSD), Eriberto Maciel (PP), Neto da Vila Nova (PPL), Eudomar Filho (PTC), Léa Silva (DEM), Roselanio Lopes (PTB), João da Coca (PTC) e Lindenberg Lira (PTB).

Votaram pela reprovação: Moacir Meneses (DEM), Kleber Lima  (PTB), Alyson Voz e Violão (PSB), Rivelino Martins (PSB), e Delzinho da Serra da Arara (PTC).

 

Portal CZN